banner processador amd intel

Como escolher o melhor processador para você?

Atualizado em

Um processador, também chamado de CPU, é uma peça fundamental para qualquer computador ou dispositivo eletrônico. É ela a responsável por processar todas as informações e os comandos que você dá no computador. Mas o processador não é uma peça igual para todos os computadores.

Na verdade, há um número enorme de modelos, cada um com as suas características, especificações técnicas e objetivos de uso. Sendo assim, como saber se o processador do meu computador é bom? Será que ele é bom para games pesados? E para edição de imagens e vídeos?

Neste artigo nós iremos falar tudo sobre os processadores. Iremos começar indicando os melhores modelos da AMD e da Intel. Depois, iremos mostrar algumas informações importantes para você entender um pouco mais sobre os processadores e, finalizando o artigo, iremos mostrar um guia de como você pode escolher o melhor processador para você.

Ranking: Top 5 melhores processadores AMD

Abaixo você confere 5 excelentes opções de processadores da AMD. Eles são conhecidos pelo seu custo x benefício e ótima performance.

05. AMD Ryzen 3 2200G

Um processador de entrada bastante competente

AMD Ryzen 3 2200G

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

O Ryzen 3 2200G é um processador de entrada da AMD, ou seja, é um modelo mais básico que não suporta tarefas mais pesadas. Ele pertence à segunda geração de processadores Ryzen. Essa linha foi lançada em 2017.

O Ryzen 3 2200 é uma APU. Isso significa que no mesmo processador você tem uma unidade de processamento central (CPU) e uma unidade de processamento gráfico (GPU). Em outras palavras, este processador interpreta tanto dados quanto jogos. Por isso você consegue rodar jogos mais leves com este processador, mesmo sem ter uma placa de vídeo dedicada em seu computador ou notebook.

Ele tem 4 núcleos de processamento que trabalham a uma frequência de 3.5 GHz. Têm uma memória cache de 6MB e oferece suporte a memória RAM DDR4. O soquete utilizado por este processador é o AM4.

04. AMD Ryzen 5 2400G

Processador intermediário que também dá conta de jogos

AMD Ryzen 5 2400G Processador

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

A CPU Ryzen 5 2400G também faz parte da segunda geração de processadores Ryzen. Ela tem um bom desempenho. Tão bom e satisfatório que muitos usuários estão montando PCs gamers mais básicos usando este chip e economizando um pouco mais.

Ele também é uma APU, ou seja, possui um chip para processamento gráfico integrado. Seus 4 núcleos trabalham a 3.9 GHz e ele conta com 8 threads, ou seja, “linhas de processamento”. Ele conta com 2 MB de memória cache, suporta memórias DDR4 e é compatível com o soquete AM4.

Se você não tem dinheiro suficiente para montar um PC gamer mais poderoso, uma boa sugestão é instalar o Ryzen 5 2400G. Ele consegue rodar praticamente quase todos os jogos. Claro que ele não dá conta dos gráficos no Ultra, mas no nível de qualidade média é certeza.

03. AMD Ryzen 5 2600

Seis núcleos de processamento e ótimo custo x benefício

AMD Ryzen 5 2600

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

O processador Ryzen 5 2600 tem 6 núcleos de processamento e 12 threads! Isso significa um excelente desempenho em atividades que requerem processamento simultâneo. Por exemplo, se você trabalha com modelagem 3D, faz streaming de vídeos no YouTube, as famosas Lives ou, ainda, trabalha com edição de vídeos e imagens, este processador é uma excelente opção!

Também joga a seu favor que ele tem 8 MB de memória cache, suporta memórias DDR4 e é compatível com o soquete AM4. E no quesito jogos estes processador também se sai muito bem. Principalmente se você combiná-lo com uma placa de vídeo dedicada. Aí é sucesso garantido!

02. AMD Ryzen 7 1700

Processador de alto desempenho com bom preço

AMD Ryzen 7 1700

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

A linha Ryzen 7 abriga processadores de alto desempenho. então, se você tem um dinheiro extra para gastar e deseja mais velocidade, opte por um processador AMD da linha Ryzen 7. No caso do modelo “1700” ele tem ótimo desempenho a um preço justo. Em algumas promoções, por exemplo, é possível achá-lo por menos de R$ 1 mil!

O que impressiona nele é que esta CPU é equipada com 8 núcleos de processamento. Cada uma trabalha a 3.0 GHz de frequência. Além disso, ele possui 16 threads que, na prática, é como se ele tivesse 16 núcleos trabalhando intensamente.

Este processador tem um alto poder de fogo e pode ser utilizado facilmente em atividades pesadas, como streaming de jogos em alta definição, modelagem 3D, edições complexas no Adobe Photoshop e Adobe Premiere… Enfim, toda e qualquer atividade que exija bastante processamento, esse chip consegue dar conta.

01. AMD Ryzen 7 2700

Processador de altíssimo desempenho

AMD Ryzen 7 2700

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

Se você quer um processador de alto desempenho mesmo, que não vai engasgar ou ficar lento em nenhuma tarefa, aposte no Ryzen 7 2700. Ele tem 8 núcleos de processamento, 16 threads, 16 MB de memória cache e um clock de 3.2 GHz.

Como novidade ele foi feito utilizando-se a microarquitetura Zen+, que melhorou a performance e deu mais estabilidade aos núcleos de processamento. Estamos falando de um processador top de linha, que é um dos preferidos dos gamers e profissionais criativos, como produtores de conteúdo, editores de vídeos, de imagens, fotógrafos, videomakers e assim por diante. Recomendamos que você combine com este processador uma placa de vídeo top de linha, como uma GeForce GTX 1080 ou 1070 Ti.

Ranking: Top 5 melhores processadores Intel

Agora vamos falar um pouco sobre os melhores processadores Intel. Sem dúvida nenhuma, a Intel é a fabricante de processadores mais conhecida e de mais relevância no mercado. Por isso, confira agora um ranking com 5 ótimas opções de processadores Intel.

05. Intel Core i3 8100

Processador básico e com ótimo custo x benefício

Intel Core i3 8100

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

Esse é um processador Intel de 8ª geração, que é uma das mais recentes. Apesar de ser um modelo de entrada, ou seja, básico, ele apresenta um bom desempenho pelo preço que é cobrado.

Ele tem 4 núcleos de processamento, cada um trabalhando a uma frequência de 3.6 Ghz. Ele tem 6 MB de memória cache, é compatível com memórias DDR4 e utiliza o soquete LGA 1151. Se você quiser dar mais utilidade para este processador, além das atividades básicas, instale uma placa de vídeo como a GTX 1050 Ti ou GTX 1060 e rode jogos em Full HD.

04. Intel Core i5 8600

Processador intermediário mas com alto desempenho

Intel Core i5 8600 Processador

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

O processador Core i5 8600 possui 6 núcleos de processamento que trabalham a uma frequência de 3.1GHz no mínimo e 4.1 Ghz no máximo. Ele tem ainda 6 threads, 9 MB de memória cache, é compatível com memórias DDR4 e usa o soquete LGA 1151 v2. Por si só ele oferece um ótimo desempenho na maioria das tarefas.

Mas a situação pode ficar ainda melhor se você, por acaso, tiver uma placa de vídeo top de linha. Aí você conseguirá rodar os seus jogos preferidos com os gráficos configurados no máximo ou no Ultra.

Vale a pena dizer também que existem algumas variações desse processador que podem ser melhores para você. Por exemplo, se a grana estiver um pouco curta, você pode pegar o I5 8400. O desempenho dele é bem parecido com o 8600. A única diferença é que ele tem um clock menor. Ou, então, você pode pegar o 8600K, que permite a você fazer um overclock e aumentar ainda mais o desempenho do seu computador.

03. Intel Core i5 9600K

Tão poderoso que parece um Core i7

Intel Core i5 9600K

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

A linha Core i5 foi feita para processadores intermediários, mas o Core i5 9600K é tão poderoso que se equivale a um i7 de oitava geração. Ele tem 6 núcleos de processamento, cada um com clock de 3.7 GHz. Podemos citar ainda os 9 MB de memória cache e o suporte a memórias DDR4.

E se você tiver uma placa-mãe compatível, você ainda consegue fazer overclock nesse processador, aumentando ainda mais o seu desempenho. Infelizmente, o ponto fraco desse processador é que ele esquenta muito. Portanto, é necessário contar com um cooler mais poderoso para dar conta de todo o calor gerado por esse chip.

02. Intel Core i7 9700K

Processador Intel de alto desempenho e da nona geração

Intel Core i7 9700K

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

A linha Core i7 comporta os processadores de alto desempenho da Intel. E o modelo Core i7 9700K não poderia ser diferente. Ele tem 8 núcleos de processamento com 8 threads. Cada núcleo tem um clock base de 3.6 Ghz, que já é bastante alto. Mas no modo boost esse clock pode chegar a 4.6 Ghz. Esse processador ainda tem 12 MB de memória cache.

Resumindo: o poder computacional desse processador é enorme. Ele é capaz de rodar praticamente qualquer tarefa, por mais pesada que ela seja. Edição de vídeo, edição de imagens, streaming de jogos, games pesados… não importa! Ele roda tudo!

E, para completar o pacote, ele ainda permite a prática de overclocking. Se você não sabe, overclock é quando o usuário, deliberadamente, aumenta a velocidade de processamento para além dos níveis da fabricante. Isso dá mais desempenho, mas faz o processador esquentar mais. Portanto, tenha também um bom sistema de arrefecimento.

01. Intel Core i9 9900K

Simplesmente o melhor processador da Intel

Intel Core i9 9900K

Confira os melhores preços:

Amazon

Americanas

Submarino

O Core i9 9900K é, sem dúvida alguma, o que há de mais avançado entre os processadores Intel até o momento. Ele conta com 8 núcleos de processamento e 16 threads. Cada núcleo tem um clock base de 3.6 GHz, mas pode chegar até 5.0 Ghz em algumas situações.

Esse processador tem ainda 16MB de memória cache e suporte a memórias DDR4. Para resumir, quando o assunto é processamento bruto, ninguém consegue bater o Core i9 9900K. Nem mesmo o mais avançado processador da AMD, que é o Ryzen 2700X consegue bater de frente com este monstro da Intel.

Quem leu esta avaliação também gosta:


Tanto os processadores da Intel quanto os da AMD listados aqui são apenas sugestões. Existem vários outros modelos que podem servir para você. Tomamos o cuidado de no nosso ranking dos processadores para os diversos tipos de usuários.

E também não os listamos em uma ordem de preferência específica, apenas do menos potente para o mais potente de cada uma das fabricantes.

Processadores: Tudo o que você precisa saber

Nos próximos parágrafos iremos falar sobre uma série de informações que podem ser muito úteis sobre os processadores. Se você é um total leigo no assunto, sugiro que leia com atenção os próximos tópicos.

O que é e para quê serve um processador?

O processador é também chamado de CPU (Central Processing Unit) que em português significa Unidade Central de Processamento. Como o nome deixa claro, o processador é responsável por processar todas as informações em um computador. Desde o que você digita no teclado até o movimento do mouse.

Programas, jogos, o sistema operacional, vídeos, música, absolutamente tudo precisa passar pelo processador antes de chegar até você em forma de texto, imagens, sons e vídeos.

Fazendo uma analogia simples, o processador é como se fosse o nosso cérebro. Sem ele, nós seríamos apenas uma carcaça de carne, sangue e ossos sem vida. Da mesma forma, sem um processador, um computador seria apenas um emaranhado de placas, chips e circuitos elétricos. Nada além disso.

Por isso, o processador, ou CPE, é fundamental para qualquer dispositivo eletrônico, não apenas computadores. Notebooks, smartphones, tablets, consoles de videogames, relógios inteligentes, Smart TVs… tudo isso usa um processador.

Termos técnicos dos processadores: o que significam?

Para quem é leigo no assunto pode parecer difícil entender o significado dos termos técnicos referentes a esses componentes. Mas acredite em mim, os conceitos são bem simples de entender.

Abaixo iremos falar um pouco sobre o que significa cada um dos termos técnicos empregados para descrever os processadores.

Núcleos (Core)

O núcleo (core, em inglês) é justamente a parte do processador responsável por interpretar e processar todas as informações. Atualmente, nos processadores modernos, o núcleo é bem pequeno, praticamente microscópico.

É o núcleo o responsável por pegar os sinais elétricos vindos dos outros componentes do computador, transformar em bits e bytes, interpretar os dados e depois dar uma resposta de volta em sinais elétricos para os periféricos de saída, como monitor, caixas de som, impressoras e assim por diante.

Para exemplificar: imagine que você esteja jogando um game qualquer no computador. Daí você mexe o mouse para o personagem se movimentar. Ao mesmo tempo, o processador recebe sinais elétricos emitidos pelo mouse, pelo HD onde o jogo está salvo e também pela placa de vídeo que está processando o jogo.

O núcleo do processador precisa pegar esses sinais elétricos, transformar em linguagem binários (0 e 1), interpretar o que eles querem dizer e depois devolver a resposta para o usuário. Nesse caso, em forma de um movimento do personagem que aparecerá no monitor. Tudo isso acontece em frações de segundos, milhões e milhões de vezes ao longo do dia.

No início, os processadores só tinham um núcleo de processamento. Mas, com o passar do tempo, as fabricantes conseguiram colocar 2 núcleos (Dual-Core). Com 2 núcleos o processador poderia fazer dois processamentos ao mesmo tempo. Quanto mais núcleos o processador tiver, mais coisas ele pode fazer simultaneamente e mais rápido ele será. Atualmente, existem processadores com até 8 núcleos!

Threads

As threads podemos dizer que são as linhas de execução do processador. Ou seja, se um chip possui 4 threads, isso significa que ele consegue fazer 4 tarefas ao mesmo tempo. Portanto, em outras palavras, quanto mais threads ele tiver, melhor, pois mais rápido ele será.

Frequência (Clock)

Lembra que nós falamos dos núcleos do processador? Eles são responsáveis por interpretar todos os dados. Mas eles possuem uma frequência de trabalho. Essa frequência, também chamado de clock, é medida em Hertz (Hz).

Vamos supor que o clock de um processador seja 1 Hertz. Isso significa que a cada ciclo de trabalho (frequência ou clock) o processador consegue interpretar apenas 1 bit (0 ou 1). Com isso, para interpretar um byte, ele precisaria de 8 ciclos de trabalho, já que um byte possui 8 bits.

Portanto, quanto maior for o clock, mais bits o processador consegue interpretar. No caso dos processadores modernos, eles têm um clock de, em média, 3.0 GHz, que são mais ou menos 3 milhões de bits por ciclo de trabalho. Ou seja, os chips atuais conseguem processar uma quantidade absurda de informações.

Cache

O cache é um tipo de memória super rápida que fica localizada bem pertinho dos núcleos de processamento. A memória cache costuma ter apenas alguns megabytes de capacidade. Ela serve para armazenar as instruções que o processador usa com mais frequência.

Assim, a memória cache consegue agilizar ainda mais o trabalho dos núcleos de processamento. É como se ela fosse um ajudante do processador, sempre entregando rapidamente alguma ferramenta importante para o trabalho.

Quais cuidados devo ter com o meu processador?

Um processador é um componente que não costuma dar problema facilmente. Mesmo assim, é importante tomar alguns cuidados para aumentar a vida útil dessa peça. Como falamos nos tópicos anteriores, um processador faz milhões de cálculos por segundo. E isso faz com que os núcleos de processamento esquentem bastante.

Por isso, ao comprar um processador novo, ele já vem com um cooler de refrigeração. Esse cooler deve ser bem instalado e fixado em cima do processador. A sua função é retirar o calor excessivo do chip, mantendo-o em uma temperatura aceitável.

Para o bom funcionamento do cooler, mantenha sempre o interior do gabinete limpo. O gabinete é aquela caixa onde todos os componentes ficam dentro. Com o tempo, lá dentro pode encher de poeira, umidade e até mesmo insetos. Quando a quantidade de poeira fica muito grande, ela pode fazer com que as ventoinhas do cooler girem mais devagar, prejudicando o arrefecimento do processador.

Em casos mais graves, isso pode causar o superaquecimento do processador, resultando em desligamentos repentinos, travamentos, lentidão e outros tipos de problemas. Por isso uma boa limpeza a cada seis meses é fundamental.

A cada um ano é interessante também trocar a pasta térmica do processador. A pasta térmica é uma substância pastosa, geralmente contendo prata, que fica entre a base do cooler e a face superior do processador. Ela serve para conduzir o calor para fora com mais facilidade.

E, por fim, se você pensa em fazer overclocking, é preciso reforçar o seu sistema de arrefecimento. Ou seja, compre um cooler mais poderoso e, se necessário, até um sistema de water cooler. Esse sistema usa um líquido refrigerante que diminui mais ainda a temperatura dos núcleos de processamento.

Intel ou AMD: Qual comprar?

Essa é uma discussão que aparentemente não tem fim. Você vai encontrar fãs e defensores de ambas as marcas. Mas, de fato, essa não é uma resposta fácil. E seria até mesmo injusto indicar uma ou outra marca, já que ambas têm suas vantagens e desvantagens.

Mas podemos seguir por alguns caminhos. Se a sua placa-mãe tem um soquete que aceita processadores AMD e você não tem pretensão de trocar de placa-mãe, então a sua única solução é comprar processadores AMD. O mesmo vale para a Intel. Se a sua placa-mãe é compatível apenas com chips da Intel, não há muito o que você possa fazer. Não existe nenhum soquete que sirva para os processadores das duas marcas.

A AMD é conhecida por fabricar processadores com ótimo desempenho mas com preços mais acessíveis, preços mais baixos. Assim, se você não tem muita grana para investir em um processador, pode ser que os modelos oferecidos pela AMD sejam mais interessantes para você.

Já a Intel, apesar de cobrar mais caro, é conhecida por fabricar chips de altíssimo desempenho. E essa é uma busca constante de gamers e profissionais criativos, como fotógrafos, filmmakers, editores de vídeo e assim por diante. Portanto, se você busca por desempenho máximo, a Intel tem mais opções nesse sentido, como a linha Core i7 e Core i9.

Mas é até meio complicado comparar os processadores das duas marcas pois elas usam arquiteturas diferentes para trabalhar. Então a forma de lidar com os dados é diferente. Então, uma comparação de número de núcleos, clock, cache e outras não é a mais adequada.

A melhor maneira de você comparar processadores Intel com AMD é lendo reviews na internet. Existem diversos sites especializados que fazem comparativos de maneira bem profissional e dão conclusões justas sobre o assunto.

Preços e disponibilidade

Os preços dos processadores pode variar muito. Por exemplo, os modelos mais básicos chegam a custar entre R$ 300 e R$ 500. Enquanto que as versões top de linha e super potentes passam facilmente a casa dos R$ 1 mil. Alguns modelos mais caros chegam a custar mais de R$ 3 mil! Por isso, vale a pena fazer uma pesquisa de preço bem aprofundada.

Você pode encontrar os processadores à venda em lojas especializadas em produtos de informática. Mas a nossa recomendação é que você compre pela internet, já que é mais fácil fazer comparação de preços entre diversas lojas e também saber mais detalhes de cada modelo. As lojas que nós recomendamos são a Americanas.com, Submarino e também Amazon.

Guia de compra: como escolher o melhor processador para você

Agora que você já sabe o que é um processador, para o quê ele serve, como funciona e o significado dos principais termos técnicos, chegou a hora de saber como fazer a melhor escolha para você. É preciso avaliar alguns fatores, como o tipo de soquete da sua placa-mãe, o seu objetivo de uso, dentre outras informações.

Objetivo

A primeira coisa que você deve se perguntar antes de comprar o processador é: para qual finalidade eu usarei o computador? Se você pretende fazer apenas atividades básicas, um processador mais barato já será suficiente para você. Mas se você pretende jogar games atuais e com gráficos pesados, já é melhor comprar um processador mais poderoso.

Dependendo da finalidade, você deve escolher um processador diferente. Cada empresa divide os seus processadores em linhas bem específicas. No caso da Intel, por exemplo, os Core i3 são os básicos, os Core i5 são intermediários e os Core i7 e i9 são os top de linha. Na AMD os chips Athlon são básicos e os da linha Ryzen 7 são os mais potentes.

Então, o primeiro passo é saber qual o seu objetivo de uso. E, com base nisso, escolher qual a linha de processador que você deve comprar.

Tipo de soquete

O soquete é o local físico onde o processador é encaixado. O soquete é feito “sob medida” para cada processador. Assim, um chip da Intel não encaixa em um soquete para AMD. E um processador da AMD não encaixa em um soquete feito para Intel.

Por isso, se você pretende comprar apenas o processador, deverá se ater apenas aos modelos que sejam compatíveis com o soquete de sua placa-mãe. Vamos supor que o soquete da sua placa-mãe é o AM4. Então, obrigatoriamente, você só poderá comprar processadores AMD compatíveis com esse soquete. Mas se o soquete for o LGA 1151, por exemplo? Aí você fica restrito aos processadores Intel.

Caso você queira comprar um processador que não é compatível com o soquete de sua placa-mãe atual, a única saída é comprar uma placa-mãe nova também.

Quantidade de núcleos de processamento

Lembra que nós falamos sobre a função dos núcleos de processamento? Quanto mais núcleos, melhor e mais rápido será o processador. Se você só pretende realizar tarefas bem básicas, como navegação na internet, redes sociais, e-mails, ver vídeos no YouTube, etc… um processador com 2 núcleos dá conta do recado.

Mas, se puder, dê preferência para os modelos com 4 núcleos. Os processadores quad-cores são mais do que suficientes para a maioria dos usuários. Existem também processadores com 6 e 8 núcleos, que são ainda mais potentes. Mas tudo vai depender, novamente, das tarefas que você pretende executar.

Especificações técnicas

Existem alguns dados técnicos que são particularmente importantes e que devem ser observados. O primeiro deles é o clock ou frequência de operação dos núcleos de processamento.

Quanto maior for o clock, mais rápido o processador trabalhará e mais rápido ele conseguirá executar programas, abrir jogos, processar informações e assim por diante. Sempre dê preferência pelos modelos que tenham pelo menos um clock de 3.0 GHz.

Outro dado importante que deve ser observado é a quantidade de memória cache. A memória cache, como já explicamos anteriormente, armazena as instruções que o processador usa com mais frequência. Assim ele consegue ser ainda mais rápido. Quanto mais memória cache o chip tiver, melhor. Um valor entre 6 MB e 9 MB já é suficiente.

Geração do processador

Por fim, devemos ficar atentos à geração do processador. Por exemplo, a linha de processadores Intel Core foi lançado em 2009 e, portanto, está em sua décima geração. Sempre que uma nova geração é lançada, ela traz diversas melhorias e avanços de desempenho.

Por isso, sempre opte pelos modelos de gerações mais recentes. Assim você tem a certeza de que está adquirindo um processador rápido e estável. Por exemplo, um processador Intel de 8ª geração é muito mais rápido que um de 4ª geração.

Conclusões

Temos certeza que agora, após ler este artigo, você está craque no assunto processador. Sabe que existem duas principais fabricantes, a Intel e a AMD e que cada uma delas tem suas vantagens e desvantagens. Viu uma lista com 5 ótimas processadores de cada uma delas e descobriu como analisar cada processador.

Mas, mais importante do que números, o ideal é que você compre um processador que atenda às suas necessidades, sejam elas básicas ou avançadas. Se gostou desse artigo, por favor, compartilhe com seus amigos e familiares. Assim você nos incentiva ainda mais a produzir artigos completos como esse.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *